Ney Matogrosso : “Eu não sou sambista, mas também canto samba, até porque sou brasileiro”

IMG_2383A ousadia nunca foi um obstáculo na carreira do cantor Ney Matogrosso. Desde que começou a cantar, há 43 anos, ele vem rompendo barreiras e subvertendo conceitos no que diz respeito aos padrões estabelecidos por uma classe mais conservadora. 

E com um gosto altamente refinado na escolha do repertório, o cantor já emprestou sua potente voz a obras fonográficas que reverenciaram artistas como Ângela Maria, Chico Buarque e Cartola. Seu olhar sempre atento às novidades do cenário musical fez com que Ney estivesse sempre aberto à novas parcerias de trabalho. Exemplos certos disso foram as apresentações que trouxeram para perto de Ney os músicos da banda Pedro Luís e a Parede e a cantora Marília Bessy.

Essa semana o cantor se apresentou no teatro Oi Casagrande (Rio de Janeiro), e como convidado do jovem grupo musical Cartola de Noel, cantou clássicos da música brasileira, no que ele mesmo definiu como sua estreia ao lado de uma tradicional banda de samba.

Atendendo carinhosamente nosso pedido para um encontro, o cantor mais uma vez abriu seu coração e falou sobre a alegria de estar há tantos anos em cartaz com o mesmo show (Atento Aos Sinais), falou sobre a expectativa de cantar em Amsterdam e Londres e comentou também sobre a recente polêmica em torno de sua foto que foi abruptamente retirada da rede social Instagran, atendendo uma denúncia anônima. 

*Veja o vídeo !

*reportagem : Léo Uliana/*imagens : Sérgio Horta

(Visited 65 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *