PIPPIN : o renascimento de um clássico dos anos 70

‘Pippin’ fez uma revolução na Broadway na época de sua estreia, em 1972. Com uma estrutura ousada e a aposta na metalinguagem, o musical arrebatou cinco Tony Awards ao contar a fábula do príncipe Pippin, o herdeiro do trono do Rei Carlos Magno que segue uma atribulada jornada existencial em busca do sentido da vida. Contada por uma trupe teatral, a saga é conduzida por uma Mestra de Cerimônias e pela música de Stephen Schwartz, autor de ‘Godspell’ (1971), ‘Wicked’ (2003) e vencedor de prêmios como o Oscar, o Grammy e o Globo de Ouro.

 Após 44 anos da única montagem que teve no Brasil (em 1974, com Marília Pêra e Marco Nanini à frente do elenco), o musical está de volta aos palcos brasileiros pelas mãos de Charles Möeller & Claudio Botelho, que assinam juntos o seu 43º espetáculo. Estreando hoje (03 de agosto) no Teatro Clara Nunes, o espetáculo terá em cena um elenco de 19 atores liderado por Felipe de Carolis, Totia Meireles, Nicette Bruno e Jonas Bloch e oito músicos.

 ‘Este é um musical com muito mais substância e camadas do que se imagina. ‘Pippin’ é uma comédia cínica, que traz um protagonista absolutamente moderno, cheio de dúvidas e questionamentos, com um vazio existencial que jamais será preenchido. É um dos motivos pelo qual é chamado de ‘Hamlet’ dos musicais. Ele rejeita antigos clichês e quebra com algumas tradições do gênero.  Como se não bastasse, ele retoma essa ideia do ‘teatro dentro do teatro’ e traz um grupo teatral e a figura da Mestra de Cerimônias para contar a história’, conta Charles Möeller, que adquiriu os direitos do espetáculo com Claudio Botelho após o revival da peça na Broadway em 2013.

 Foram necessários quase cinco anos para levantar toda a produção, que envolve um número grande de atores e músicos em cena. Com total liberdade de criação, Möeller & Botelho vão manter em cena o clima de magia que envolve a obra original, a começar pelo número inicial, o clássico ‘Magic To Do’. ‘O musical fala muito sobre a decisão entre enfrentar um mundo real ou permanecer em um mundo de aparências ou de magia, como o que é mostrado em cima de um palco. É um tema muito atual, em um mundo de redes sociais e realidades falseadas’, analisa Möeller.

Nós estivemos com o elenco durante a semana, onde eles receberam a imprensa para falar sobre o musical, e trazemos aqui, em primeira mão, uma das cenas do espetáculo, além de entrevistas exclusivas com os queridos atores Felipe de Carolis e Totia Meireles.

DIVIRTAM-SE !

SERVIÇO : PIPPIN

 De 03 de agosto a 21 de outubro de 2018

Teatro Clara Nunes – Shopping da Gávea

Quintas, às 17h. Sextas e sábados, às 21h. Domingos, às 19h30.

Classificação indicativa: 12 anos

 Ingressos:

Quintas (17h) e Sextas (21h): R$ 50 (balcão) e R$ 80 (plateia)

Sábados (21h) e Domingos (19h30): R$ 70 (balcão) e R$ 120 (plateia).

FICHA TÉCNICA

Um espetáculo de CHARLES MÖELLER & CLAUDIO BOTELHO

Texto de ROGER O. HIRSON

Música & Letras de STEPHEN SCHWARTZ

Com Felipe de Carolis, Totia Meireles, Nicette Bruno, Jonas Bloch, Adriana Garambone, Cristiana Pompeo, Guilherme Logullo, Luiz Felipe Mello, Analu Pimenta, Bel Lima, Bruninha Rocha, Daniel Lack, Flavio Rocha, Jéssica Amendola, João Felipe Saldanha, Paulo Victor, Rodrigo Cirne, Sérgio Dalcin e Victoria Aguillera.

 CHARLES MÖELLER
Direção

 CLAUDIO BOTELHO
Versão Brasileira

 JULES VANDYSTADT
Direção Musical

 ALONSO BARROS
Coreografia

 ROGÉRIO FALCÃO
Cenário 

LUCIANA BUARQUE
Figurinos

 MARCELO CLARET
Design de Som

 ROGÉRIO WILTGEN
Iluminação    

 BETO CARRAMANHOS
Visagismo

 TINA SALLES
Coordenação Artística

      CARLA REIS
Produção Executiva 

Apresentado por: Ministério da Cultura e Bradesco Seguros

Patrocínio: Multiplus

Realização: M&B e E_MERGE

*reportagem e foto : Léo Uliana/*imagens de vídeo : Andréa Souza

(Visited 282 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *