“Uma Ilíada” com Bruce Gomlevsky

IliadaConsiderada a “obra fundadora” da literatura ocidental e uma das mais importantes da literatura mundial, a “Ilíada”, de Homero, poema épico que conta a saga da Guerra de Troia, ganha os palcos pelas mãos do ator e diretor Bruce Gomlevsky, que encena uma adaptação do texto “An Iliad”, da diretora e do ator americanos Lisa Peterson e Denis O’Hare.

 Com tradução especialmente feita por Geraldo Carneiro, Bruce, sozinho em cena, revive a tradição dos antigos contadores de histórias, como os “griots” africanos ou os xamãs que, cercados pelo seu povo, ao redor de uma fogueira, passavam adiante seu conhecimento e suas histórias.

 “Uma Ilíada” busca a conexão com os aspectos mais essenciais do teatro. Abrindo mão de quaisquer elementos ou artifícios, a peça vale-se basicamente do trabalho do ator e a comunicação direta com seu interlocutor.

 Em cena, vivendo um poeta de um tempo e lugar indeterminados, Bruce, acompanhado de uma contrabaixista, faz uma releitura dos antigos “aedos”, artistas andarilhos da Grécia Antiga que cantavam para o povo e para as cortes os poemas “homéricos” acompanhados por um instrumentista.

 Com poesia e humor, o texto apresenta a história da Guerra de Tróia ao mundo contemporâneo, tratando de temas ainda atuais como a escolha entre valores materiais e morais, a ira, a sede de guerra e suas conseqüências. “Para mim é uma satisfação imensa ter encontrado esse texto tão especial. Uma versão condensada da Ilíada de Homero, escrita de forma acessível e comunicativa para as plateias contemporâneas, sem perder a profundidade e a beleza poética do texto (…) Me interessei também por tentar investigar como essa obra – que tem três mil anos e é considerada o primeiro poema épico ocidental que chegou aos nossos dias –  nos afeta ainda hoje por tocar em questões míticas do ser humano. Como por exemplo a violência, a ganância e a ferocidade humana. A necessidade infindável do homem de guerrear, conquistar e subjugar o seu semelhante.”, afirma  Bruce Gomlevsky.

A “Ilíada” de Bruce foi brindada pela tradução original e especialmente feita pelo poeta, letrista e roteirista Geraldo Carneiro:“Sempre fui apaixonado pela Ilíada, desde que me desentendo por gente. Uma alegria imaginar que Homero inventou essas palavras para cantar a bravura de um guerreiro, a astúcia de outro, a beleza de uma mulher, a memória de uma cidade destruída à beira-mar. Sei que, para muitos, Homero é uma ficção. Ou apenas um poeta entre muitos. Ou uma espécie de deus da poesia épica. Diante de seu altar, todos os poetas posteriores teriam deixado seus versos como oferendas.“.

SERVIÇO

ENSAIOS ABERTOS NOS DIAS 30, 31 DE OUTUBRO E 01 E 02 DE NOVEMBRO, ÀS 19H

ESTREIA: dia 05 de novembro (5ªf), às 19h

LOCAL: Teatro 1 do Centro Cultural Banco do Brasil

– Rua Primeiro de Março, 66 – Centro  RJ    Tel: 21 3808-2020

HORÁRIOS: de quarta a segunda feira, sempre às 19h / INGRESSOS: R$10,00 e R$5,00 (meia entrada) / funcionamento bilheteria: de 4ª a 2ª, das 09h às 21h (aceita cartão e venda no site http://www.ingressorapido.com.br/) / CAPACIDADE: 172 espectadores /GÊNERO: drama / DURAÇÃO: 80 minutos / CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: 12 anos / TEMPORADA: de 29 de outubro a 21 de dezembro

(Visited 26 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *