Taís Araújo: “Ela pediu pra eu largar o meu filho!”

Taís Araújo não é somente uma das atrizes mais populares e queridas do país. Se tornou também uma voz pensante e uma mulher super atuante. Ela sabe onde quer chegar e, como poucas, está sempre lutando pelo que acredita, mesmo que isso lhe custe uma possível dor de cabeça.

Atualmente a atriz integra o elenco da novela “Cara e Coragem”, na Rede Globo. Mas essa é apenas mais uma etapa na vida dessa estrela que desde jovem abraçou com garra uma profissão cheia de altos e baixos.

Apaixonada por teatro, Taís nos revelou que tão logo a novela termine, quer voltar aos palcos. Mas enquanto isso não acontece, ela se alimenta prestigiando seus colegas. Foi o que aconteceu semana passada, quando ela e seu marido, o ator Lázaro Ramos, estiveram presentes na estreia de “Tudo”, espetáculo protagonizado por Julia Lemmertz e Vladimir Brichta, no RJ.

Muito simpática, a atriz conversou rapidamente conosco, num papo descontraído, e falou não somente sobre a carreira, mas também sobre o lado negativo que muitas vezes a fama traz.

Com vocês, TAÍS ARAÚJO!

*Você sente um frio na barriga mesmo quando não é você que está no palco?

TAÍS – Muito! Eu fico muito nervosa; é uma sensação indescritível. Aliás, na verdade eu acho que não deveria existir estreia (rsrs), porque é uma coisa de louco. O elenco, de uma forma geral, não está cem por cento ainda. Apesar de que, esse elenco de hoje ja estreou em Curitiba, mas ainda assim dá aquele nervoso. E quando é nossa cidade então é mais tenso, porque vem os amigos, os familiares…

*E bate aquele vontade de voltar a fazer teatro?

TAÍS – Por enquanto eu tô dando um tempo por causa da novela (Cara e Coragem), mas ano que vem com certeza eu volto. Quero muito.

*Você é uma atriz muito querida, mas também muito famosa. E isso tem um preço, tem os prós e os contras. Você se incomoda com o peso da fama?

TAÍS – Me incomoda um pouco quando estou com os meus filhos, e as pessoas querem que eu dê atenção, mesmo vendo que eu tô em um ‘momento mãe’. Outro dia eu estava com o meu filho, e ele ainda era neném, e a pessoa chegou pedindo foto. Eu expliquei a situação, mas ela nem pensou duas vezes e disse “Deixa ele aí!”. Então quando a gente escuta essas coisas dá a impressão que algumas pessoas não nos veem como alguém normal, comum. Essa é a parte da fama que eu acho mais difícil; que as pessoas não entendam que muitas vezes você não está num dia bom, acabou de passar por um problema; muitos não enxergam que ali tem um ser humano, além da artista.

*Obrigado pelo carinho, Taís.

TAÍS – Muito obrigada a vocês.

Reportagem : Léo Uliana

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.