A força da nova geração do samba na voz de Rodrigo Drade

Quando gravou em seu álbum de estreia o clássico “Não Deixe o Samba Morrer”, Alcione sabia bem o que representavam os belos versos de Edson Conceição e Aloísio Silva. Entrando em uma seara predominantemente masculina, a jovem cantora já tinha consciência de que o samba estava longe de ser valorizado como merecia.

De lá prá cá muita coisa mudou, e hoje, quase cinquenta anos depois, o samba é um dos gêneros preferidos, não só pelo público, como também por uma boa parcela dos jovens que ingressam na música brasileira.

E com o carioca Rodrigo Drade não foi diferente. Embora sua potente voz lhe permita navegar por outros mares, é no samba que o jovem artista se sente mais à vontade. Com mãe, tios e avós no meio musical, não difícil para Rodrigo, que também é ator, se apaixonar pela profissão que escolheria para a vida. Mas mesmo tendo perto de si grandes profissionais, ele tem plena consciência de que o caminho nunca foi fácil. “Por nascer no meio da música, eu tive um pouco mais de acesso e também de compreensão para entender o que eu queria como profissão, mas ainda assim a luta por representatividade é imensa”, diz o artista, que incansavelmente levanta a bandeira para que artistas LGBTQIAPN+ tenham mais visibilidade no mundo do samba. Rodrigo Drade sabe o que diz, e ainda sugere o desafio de tentarmos lembrar quem, assumidamente gay, possui destaque nesse universo.

O cantor, que tem orgulho em dizer que cantar na noite foi sua grande escola, comanda uma roda de samba que está se tornando sensação no Rio de Janeiro. O SAMBAY, que acontece, quinzenalmente, aos domingos no Mourisco Mar, não deixa ninguém ficar parado. E Rodrigo ainda recebe convidados especiais a cada edição. Nilze Carvalho e Caio Prado ja abrilhantaram a festa, assim como o ator Hugo Bonemer, que reuniu um grupo de amigos para comemorar seu aniversário no evento. No próximo domingo (30), Sérgio Loroza, Diva Menner e Alma Thomas subirão ao palco com o cantor.

Semana passada, Rodrigo Drade nos recebeu nos bastidores de uma apresentação, e falou sobre a alegria que sente ao ver que o público está abraçando a SAMBAY, que é a primeira roda de samba gay do Brasil.

Abaixo do vídeo, vocês tem o endereço do Instagram do cantor, da Roda de Samba SAMBAY, e também o link onde os ingressos (gratuitos) podem ser adquiridos.

Rodrigo Drade (Instagram) > @rodrigodrade

Roda de Samba SAMBAY (Instagram) > @rodasambay

Ingressos para o SAMBAY > https://app.guedder.com/evento/sambay

Reportagem e imagens : Léo Uliana > @leouliana10 /Dez Minutos de Arte > @10minutosdearte

(Visited 155 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *