Filho de Gonzaguinha fala sobre a obra do pai

IMG_2150 (1)Sendo filho de Gonzaguinha e neto de Luiz Gonzaga, foi com muita naturalidade que Daniel Gonzaga desde muito novo se interessou pela música. Ele, que tinha apenas 16 anos quando seu pai faleceu, tem visto com muita alegria as homenagens rendidas ao mestre Gonzaguinha, que estaria com 70 anos se não houvesse partido precocemente.

E na última quarta-feira não diferente, quando ele e as irmãs Amora e Fernanda não só se emocionaram com as interpretações de grandes nomes da música em torno da obra do pai, como também subiram ao palco do Theatro Municipal do RJ e fizeram bonito cantando juntos e lembrando esse mestre que é um dos ícones da canção brasileira, e que foi reverenciado durante o 27ºPrêmio da Música Brasileira.

Em uma conversa exclusiva com nosso site, Daniel, que já gravou um disco inteiramente dedicado à obra do pai, disse que se sente honrado cada vez que Gonzaguinha é lembrado. Segundo ele, seu pai compôs músicas que são atemporais e que ainda nos dias de hoje refletem situações vividas cotidianamente pelos brasileiros.

Daniel e as irmãs Amora e Fernanda no palco Municipal.
Daniel e as irmãs Amora e Fernanda no palco Municipal.

“Eu tenho muito orgulho de tudo e me sinto muito honrado. Eu tomo conta da vasta obra dele desde que ele se foi há 25 anos e fico feliz quando vejo que os colegas dele tem esse respeito com o que ele deixou. Eu tô aqui com os meus filhos, meus sobrinhos, e eles também ficam sensibilizados com todo esse carinho. Eles sabem que isso tem a ver com a história deles. Desde que eu comecei a tocar e cantar eu pensava em fazer um trabalho em torno da obra do meu e do meu avô, e graças a Deus eu consegui realizar esses dois desejos; agora eu sigo tranquilo minha caminhada levando a minha música por esse Brasil afora”.

*reportagem : Léo Uliana/*imagens : Sérgio Horta

(Visited 89 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *