Paulinho da Viola tem documentário afetivo roteirizado por Zuenir Ventura

O cantor, compositor e instrumentista Paulinho da Viola tem a vida e a obra retratadas pelo documentário “Paulinho da Viola  Meu Tempo É Hoje”. Com roteiro de Zuenir Ventura, direção de Izabel Jaguaribe (Passageiros/2000 e Tudo é irrelevante, Hélio Jaguaribe/2017) e produção da Videofilmes, o longa traça um perfil afetivo do músico, mostrando sua rotina discreta e distante dos holofotes.

O sambista, dono de uma elegância natural e de uma fala sempre mansa, lembra suas influências musicais e apresenta seus mestres. Fala do tempo, de sua tentativa de viver e retratar o presente, da força do passado e da promessa de renovação do futuro.

Em uma das cenas, Paulinho é posto diante dessa dicotomia entre o antigo e o novo, ao tocar violão ao lado de seu pai, o violonista César Faria (que viria a morrer quatro anos depois do lançamento do filme) e de seu filho, João Rabello, também músico.

Os amigos de Paulinho tampouco ficam de fora desse retrato audiovisual e musical e, entre eles, estão alguns grandes nomes da música brasileira: Elton Medeiros, Zeca Pagodinho, Marisa Monte, Marina Lima e a Velha Guarda da Portela, sua escola de samba do coração. 

A exibição é na Segunda da Música 14/09, às 22h30 no Curta!

(Visited 19 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *