Eduardo Martini : “Quem quer fazer teatro faz, com ou sem Lei Rouanet !”

Eduardo Martini em cena da peça "Até Que O Casamento Nos Separe".
Eduardo Martini em cena da peça “Até Que O Casamento Nos Separe”.

Após longa temporada de sucesso em São Paulo, chegou ao Rio de Janeiro o espetáculo “Até Que O Casamento Nos Separe”. Mostrando as aventuras e desventuras de um casal cujo relacionamento já perdura por vinte anos, a peça trata de forma leve e divertida a diferença entre homens e mulheres e logo de início faz com que o público se identifique com o desenrolar das ações.

Atuando ao lado de Viviane Araújo, que aliás tem belo desempenho no palco, Eduardo Martini é também diretor e autor do espetáculo, tendo escrito o texto em parceria com Cris Nicolotti. E como se não bastasse, o ator investiu suas economias na montagem da peça, o que segundo ele é um risco que precisa ser corrido; Martini diz que as leis de incentivo são ótimas, mas não devem ser determinantes na montagem de um espetáculo : “Arte não depende de dinheiro, ela depende é da criação, da criatividade do artista”.

Martini e Viviane Araújo : casal
Martini e Viviane Araújo : casal

Na entrevista que segue, o ator, que era o xodó da apresentadora Hebe Camargo, fala sobre a peça e revela como é trabalhar no atual momento econômico do país, onde a cultura tem sido colocada em terceiro plano.

Com vocês, Eduardo Martini !

*reportagem : Léo Uliana

*imagens : Cristiane Muniz 

(Visited 50 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *