QUEBRA-CABEÇA no Teatro Tablado

Inteiramente improvisado, espetáculo infantil dirigido por Barbara Duvivier e Victoria Scorza conta com participação das crianças para criar uma história única

  • Como se cria uma peça de teatro? Como se inventa uma história? Quebra-cabeça busca uma resposta para esta pergunta. Juntos, os atores e o público vão quebrar a cabeça até encontrá-la.
  • Quebra-Cabeça é um espetáculo de improvisação infantil de comédia e fantasia. Interativo do início ao fim, a peça conta com a preciosa participação das crianças para elaborar uma história única e diferente a cada vez. Os atores criarão as cenas ali na hora, com a ajuda de jogos clássicos de improvisação e das sugestões das crianças que poderão também ser chamadas para o palco para participar de certos momentos. Eles passarão por todos os momentos chaves de uma boa história: o herói ou heroína, um chamado para aventura, um antagonista, uma batalha, e juntos terão que resolver um grande conflito. O resultado é um espetáculo divertido para todas as idades, feito sob medida para a plateia de cada sessão. Numa peça de improviso, a criança não é mais um espectador passivo que precisa ficar quietinho sentado e prestando atenção. Ela tem uma participação ativa na peça, na construção da história e dos personagens, e se torna necessária para o espetáculo. Portanto, prestar atenção é nada mais do que uma consequência natural de seu envolvimento. Através da improvisação, a criança vive na pele a efemeridade do teatro em todas as suas camadas, entende a importância da presença, do aqui e agora. Depois de ter vivenciado uma peça que nunca irá se repetir, ela poderá voltar quantas vezes quiser para testemunhar que a cada apresentação a história e as participações se renovam completamente.
  • O elenco será composto por Rafael Oliveira, Rafael Saraiva, Clarice Sauma e Joana Castro, todos atores que começaram a carreira no teatro Tablado, uma escola que valoriza a arte do improviso, o humor e a fantasia. A música é composta na hora por Ilan Becker, com concepção e direção de Andrés Giraldo. A direção fica por conta de Victoria Scorza, atriz e diretora uruguaia, e Barbara Duvivier, diretora do espetáculo de improvisação Portátil. O cenário é assinado por Dina Salem Levy, diretora de arte e cenógrafa premiada.O figurino foi criado por Helena Byington, figurinista com vasta experiência no audiovisual brasileiro. E o texto, bom, este fica por conta dos atores e do público! Para a diretora Victoria Scorza, “Quebra-Cabeça não passa de uma grande brincadeira! Mas uma brincadeira levada à sério, com ensaios, música, muito treino e dedicação”.
  • SERVIÇO
  • Peça: Quebra-Cabeça: em busca da peça que falta
  • Temporada: de 09 a 31 de março, sábados e domingos às 16 horas
  • Ingressos: R$ 70,00 (inteira) / R$ 35,00 (meia)
  • Venda on-line: https://bileto.sympla.com.br/event/91568?share_id=1-copiarlink
  • Duração: 50 min
  • Classificação: Livre
(Visited 24 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *